Conheça Rod Bala, produtor musical dos maiores nomes do Forró

porSistema Caicó

Conheça Rod Bala, produtor musical dos maiores nomes do Forró

Quando escutamos uma música, seja ela qual for, muitas vezes não temos a menor noção do quanto foi trabalhado para que ela chegasse até aquele ponto, com bons arranjos, melodia agradável e o sucesso batendo à porta. Existe todo um trabalho de músicos, artistas e produtores. No Forró, algumas pessoas têm se destacado quando se fala em produção musical e existe um que tem produzido as principais bandas e artistas do gênero nos últimos anos, estamos falando de Rod Bala, antigo baterista de Wesley Safadão.

Rod Bala produz ou já produziu nomes como o próprio Safadão, Saia Rodada, Márcia Fellipe, Cavaleiros do Forró, Gabriel Diniz, Felipão, Luan Estilizado, Calcinha Preta e muito mais.

Nós entrevistamos Rod Bala para descobrir como ele se transformou em um produtor musical, saber mais sobre algumas produções de sucesso e também sobre alguns detalhes futuros.

Atualmente ele já é bem conhecido como produtor e até mais lembrado assim do que como baterista, mas antes mesmo dessa fama, ele já produzia os trabalhos de Wesley.

“Apesar de eu tocar bateria com o Wesley, eu sempre o produzi. Quando a gente estourou nacionalmente, em 2014, com ‘Camarote’, ficou mais difícil tocar bateria e produzir ao mesmo tempo. Quando fomos fazer o WS em Casa eu pedi para ele colocar o Rafinha, que eu já estava preparando para a banda, pois queria me focar no DVD e depois voltaria para a banda. Fiquei viajando em alguns shows com o Rafinha e fui cuidando mais da produção. Nós vimos que somaria mais comigo no estúdio do que na estrada e o Rafinha deu certo, foi aí que eu fiquei só na produção mesmo”, comentou.

Algo que pouca gente sabe é que Rod Bala nunca estudou música, nem para ser baterista, nem para começar a produzir. Sobre o trabalho de produção musical, ele define como uma “lapidação da música”.

Nunca estudei música, aprendi a tocar bateria sozinho, com sete anos. O trabalho de um produtor exige muita visão, ele pega uma música inédita e acompanha o trabalho dela do começo ao fim, até ela ficar pronta. Esse trabalho é importante demais, a escolha da música certa para o artista, a produção, a criação de solos, a criação de tudo para a música ficar comercial. É como se você pegasse uma pedra de brilhante e lapidasse ela até ficar naquele ponto para virar uma joia. Esse é nosso trabalho, a lapidação de uma música“. Ainda sobre não ter uma formação ou estudo de música, ele também comentou: “Hoje o importante é dar resultado. Antigamente precisavam de grandes estúdios, produtores, gente formada em música. Tudo era muito importante, mas hoje o resultado é mais importante que a formação, tanto que eu sou baterista. O importante é o trabalho dar certo e a música fazer sucesso.”

Rod trabalhou em todos os CDs e DVDs de Wesley Safadão, mesmo antes de ser reconhecido como um dos principais produtores musicais da região, mas de acordo com o músico, nenhum foi tão especial quanto o mais recente deles, o WS Mais uma Vez, lançado recentemente. De acordo com o músico, “Esse último trabalho foi o que tivemos o maior cuidado, foi especial”, ele também explicou que “se manter no topo é muito mais difícil do que estourar” e no momento atual, é isso que está acontecendo com eles, já que desde o fim de 2014 Wesley segue com sucesso nacionalmente.

Outros trabalhos que podem ser destacados são nos DVDs WS em Casa e WS in Miami. No primeiro, vimos sucessos como “Tô solteiro de novo” e “Meu coração deu PT”, com 140 milhões e 225 milhões de views, respectivamente. Já no WS in Miami, um projeto que levou Safadão para fora do Brasil, o sucesso foi ainda maior. Com várias músicas virando hit, uma delas se destacou, foi “Ar-condicionado no 15”, com quase 300 milhões de views.

Você pode lembrar que “Ar-condicionado no 15” é uma música com uma pegada bem mais Sertaneja, mas isso faz parte de uma mescla do repertório de Safadão, já que neste ano ele lançou um CD feito inteiramente com músicas de Vaquejada e em seus repertórios sempre há espaço para todo tipo de faixa. Rod Bala explicou como é feita a escolha das faixas neste caso.

“Hoje em dia, por ser um artista nacional, é mais difícil montar o repertório do Wesley porque temos que agradar todo mundo, mas ele tem uma diferença grande, ele toca tudo que você pedir, de Forró a Axé. Na hora de montar o repertório nós pensamos em todos os lugares. Colocamos quatro músicas que vão agradar muito o Nordeste, quatro que vão agradar o Sul do país e assim vamos mesclando as faixas para agradar em todos os cantos do país. Geralmente quando fazemos um trabalho com 15 músicas, a gente grava umas 35 para depois escolhermos as melhores.”

Saia Rodada

Como já falamos antes, Rod Bala tem sido responsável pela produção de várias bandas do começo de 2017 para cá e agora nós vamos falar um pouco sobre alguns deles.

Não podemos falar de Rod Bala em 2018 sem falar da Saia Rodada. Ele foi responsável pelo DVD Saia Paradise e também por todos os CDs promocionais lançados da metade de 2017 até os últimos de 2018. No caso do DVD, algumas informações de bastidores dão conta de que este trabalho era uma das tentativas da banda para voltar ao sucesso. Com hits como “Apaga a luz e vem deitar” e “Quero sentir de novo”, o objetivo foi alcançado.

“A Saia Rodada foi o meu maior desafio. O Eugênio, Givago (Empresários) e o Raí queriam fazer um DVD resgatando sucessos antigos. Esperei eles falarem e depois dei minha ideia, de que o importante era a gente repaginar a banda, lançar coisas novas. Passei um mês atrás de músicas com eles, escolhemos o repertório e lançamos um EP no Sua Música, para aquecer. Assim que lançamos, estouramos ‘Hoje eu não vou trabalhar’, ‘Apaga a luz e vem deitar’ e depois veio o DVD que graças a Deus deu certo demais. Daí em diante continuamos o trabalho. Lançamos três CDs promocionais e um deles virou o mais ouvido da história do Sua Música. Ainda tivemos ‘Filho do mato’, que fez a banda explodir. Muita gente criticou dizendo que eu estava querendo ressuscitar o que já estava esquecido, mas isso acabou me incentivando a fazer com que tudo desse certo.”.

Sem dúvida alguma a produção mais marcante de Rod Bala aqui no Sua Música foi o último CD da Saia Rodada, que além de bater o recorde de CD mais ouvida na história do Sua Música, ultrapassando nomes como Aldair Playboy e o próprio Safadão, com 25 milhões de plays, também foi o primeiro promocional da banda a alcançar a marca de um milhão de downloads. Tudo isso colocou o grupo potiguar no radar da Som Livre, que voltou a ser a sua gravadora oficial.

Márcia Fellipe

Ao lado da Saia Rodada e de Wesley Safadão, o trabalho feito com Márcia Fellipe está entre os três maiores de Rod Bala, mas com alguns detalhes a mais. Muita gente já sabe, mas o produtor é casado com a Fenomenal. Além disso, ele também trabalha como empresário dela. Em nossa conversa ele revelou que o trabalho com Márcia sempre teve uma peculiaridade, pois desde o início ele queria fazer a vocalista se transformar em uma referência como mulher no Forró, principalmente por ser algo que estava em baixa.

“Com a Márcia a gente vem fazendo um trabalho grande. Quando comecei a fazer isso com ela, em 2014, também foi muito desafiador. Era um momento em que a maioria dos empresários dizia que mulher não estourava mais em bandas, que estava em um momento difícil para elas, mas aí eu vi uma oportunidade de fazer a Márcia virar a número um. Se a Márcia estourasse, todo mundo começaria a ter ela como referência. Conversei com o Wesley, com o Tuta (empresário) e fomos para cima desse projeto. Gravamos o DVD em Aracaju e várias músicas estouraram. Em seguida gravamos o DVD em Recife, com vários outros sucessos.”

A mais recente produção de Rod Bala com Márcia foi um novo DVD em estúdio, que será lançado em 14 de dezembro, mas uma das músicas já bateu vários recordes da manauara. O clipe de “Quem me dera” está com quase 90 milhões de visualizações, sendo o maior sucesso da carreira da artista.

Outros trabalhos

Felipão

O caso do cantor Felipão é um caso a parte. Mais de dez anos antes deste lançamento, Rod Bala havia sido baterista do cearense, que deixou o Forró para entrar na música Gospel. Quis o destino que justamente o próprio Rod fosse o produtor do CD e DVD da volta de Felipão, que aconteceu em abril de 2017. Neste primeiro ano, os dois trabalhos são os grandes sucessos do artista até o momento.

Mas a parceria não acabou. Felipão anunciou que irá gravar um novo DVD e mais uma vez o responsável pela produção será Rod Bala.

Cavaleiros do Forró

Recentemente a Cavaleiros do Forró gravou um DVD, mas muitos fãs ficaram curiosos para saber como seria o trabalho de Rod a frente do projeto, já que historicamente a Cavaleiros sempre foi uma banda voltada para um Forró diferente do que o produtor costuma trabalhar. Para ele, renovação sempre é o caminho.

“Com a Cavaleiros eu fiz um trabalho moderno até porque o público muda de dez em dez anos. O público se renova. A gente partiu com uma coisa totalmente nova para a Cavaleiros. O Alex Padang aceitou minha ideia e me deu esse voto de confiança para renovar toda a banda. Apesar disso, a banda sempre vai tocar os grandes sucessos nos shows, mas temos que nos renovar e acompanhar o mercado.”

Poderíamos citar todos os principais trabalhos de Rod Bala aqui, mas é claro que a lista seria extensa. Apesar disso, é preciso citar que ele está produzindo o novo trabalho oficial do Gabriel Diniz, que será lançado pela Universal, mas também falar que ele não fica restrito a trabalhos com Forró, já que também é requisitado por muitos artistas da música Sertaneja.

A produção musical

Rod Bala nunca estudou música, aprendeu sozinho, mas quase todos aqueles que estão no meio têm alguma referência musical. Rod explica que não chega a ter alguém como referência muito forte, mas gosta de pesquisar bastante tanto localmente, quanto a nível internacional.

“Eu não tenho referência, mas eu pesquiso bastante sobre essa galera que produz. Eu gosto de ler livros, ver documentários de gente que tem ideias diferentes. Pesquiso muito sobre o Quincy Jones, que produziu o Michael Jackson, para saber o que ele fazia. Gosto de acompanhar quem produz Sertanejo, Axé, estar sempre acompanhando.”, afirmou.

Para o produtor, não existe uma parte do trabalho que seja mais difícil, pois tudo envolve muita responsabilidade, principalmente quando se fala em deixar a música comercial o suficiente para fazer sucesso.

Tudo é muito difícil e exige muita responsabilidade, desde a escolha da música. A música tem que ser boa e o arranjo tem que combinar com a música. Se a música for muito romântica, eu procuro fazer um arranjo que dê uma certa levantada nela. Se a música for muito pra cima eu tento deixar ela ainda mais animada. Tudo isso é importante. O solo e a pegada têm que ser comerciais. Tudo exige muito”, explicou.

Por fim ele ainda comentou sobre como o seu trabalho influenciou o mercado de produção musical nas bandas, principalmente pelo Nordeste.

“Acho que o meu trabalho tem influenciado muita gente, mas principalmente os bateristas. Antigamente só músicos de harmonia produziam nas bandas, com o meu trabalho vimos que os bateristas começaram a ganhar mais evidência na área.”.

Fontes: Sua Musica por Hugo Gualberto

Comentários

Sobre o Autor

Sistema Caicó administrator

Nascido em 08 de Maio de 2011 o Sistema Caicó é uma plataforma de entretenimento focada em Notícias nacionais, internacionais e da comunidade Forrozeira, Regional, Cultura Nordestina. Situada na Cidade de Caicó – RN o Nosso site além de ser uma empresa fixa em Caicó, e também um site de Entretenimento a mais de 8 anos, com Nossa equipe de editores colaboradores que procura deixa o nosso site atualizado com notícias, vídeos, Fotos,(Sem Fins Lucrativos) para engajar milhões de usuários em nosso site e redes sociais.